Mãos à obra: Dicas para construir com sucesso!

Chegou a hora de iniciar a sua construção e está com dúvidas de como prosseguir nesse momento tão especial?

Para te ajudar nessa missão, separamos algumas dicas valiosas para que a sua obra seja um sucesso! Veja a seguir.

Antes de construir…

Toda obra precisa de um projeto e de profissionais habilitados, como arquitetos e engenheiros, para a elaboração de plantas. Além de planejar, os profissionais também devem acompanhar sua execução durante todo o processo de construção e qualquer ocorrência no decurso da obra, garantindo a qualidade e a regularização de sua construção com os órgãos competentes do Município.

As Previsões Legais que deverão ser seguidas são o Código Civil, Código de Posturas e o Código de Obras do seu município.

Destacamos alguns quesitos que deverão ser respeitados, como:

  • Área total construída da edificação;
  • Taxa de ocupação do lote;
  • Altura máxima da edificação;
  • Recuos obrigatórios das edificações;
  • Permissão do uso e ocupação do solo no local;
  • Direitos de vizinhança.

Sugerimos se atentar à destinação do lote, prevista no item 3 do Quadro Resumo do contrato e às restrições urbanísticas constantes no Registro do Loteamento, efetuado na Prefeitura Municipal.

Mas atenção, a construção que não possuir projeto aprovado, não obedecer ao projeto previamente aprovado ou as Prescrições Legais, poderá ser multada e/ou embargada até que o interessado cumpra as intimações da Prefeitura. Assim, para evitar problemas e entraves em um momento tão especial, aprove seu projeto antes de executa-lo.

Agora vamos ao passo a passo de uma obra:

Preparando o terreno…

Para uma construção apropriada, certifique-se das dimensões e do correto posicionamento dos marcos de divisa.

Os lotes são entregues com seus limites demarcados, em caso de desaparecimento do mesmo é de responsabilidade do cliente providenciar a remarcação do lote, através do Topógrafo.

A preparação do terreno para construir envolve basicamente a limpeza da vegetação e de materiais indesejados, análise do solo (sondagem) e movimentação de terra (nivelamento, cortes e aterramentos). Tudo isso para deixar o terreno plano e limpo, pronto para receber a obra. Entenda como eles funcionam:

  • A sondagem do solo é muito importante para evitar problemas nas fundações e garantir a segurança da sua casa. Cada lote possui um tipo de solo com características e resistências variadas. Tome todas as medidas pertinentes ao seu lote e evite prejuízos à edificação no seu lote e dos vizinhos.
  • O objetivo da movimentação de terra, também chamado de terraplanagem é transformar o seu terreno em uma área plana. Cuidados devem ser tomados neste momento, pois a execução de forma incorreta pode resultar em problemas como erosão e deslizamentos.

Para transformar um terreno com aclive (frente mais baixa que o fundo) em uma área plana, é necessário fazer um corte no terreno, que consiste em escavar e retirar a camada de terra que está acima do nível desejado. Se o seu lote for muito inclinado, avalie com o seu engenheiro a necessidade de construir muro de arrimo para conter a terra e evitar deslizamentos.

Agora para lote com declive (frente mais alta que o fundo) é necessário fazer o aterramento para atingir o nível almejado. Para isso o cliente deverá contratar uma empresa especializada em terraplanagem que deverá fornecer, espalhar e compactar a terra a cada 30cm até o nível esperado.

Muitas vezes é necessário cortar uma parte do terreno e aterrar a outra. Neste caso você poderá economizar utilizando a terra da parte cortada para fazer o aterramento da parte mais baixa.

Lembre-se também de solicitar a ligação de água, esgoto e energia elétrica de seu terreno diretamente com a concessionária local. Os lotes são entregues com as derivações de água e de esgoto dentro de sua área. O departamento de Água e Esgoto fará apenas a interligação com a rede pública.

Mãos à obra!

A partir de agora, vamos ver dicas para se atentar durante a execução de sua obra:

  1. Mantenha recipientes próprios para o depósito de entulhos. É vetado obstruir vias públicas e calçadas com qualquer tipo de material. A utilização de lotes vizinhos, caso estejam vagos, depende da autorização dos proprietários.
  2. Zele pelo seu patrimônio e pela valorização do bairro. Não execute argamassa de cimento, areia, cal e/ou concreto diretamente sobre o asfalto, pois isso pode danificar as vias.
  3. Em nenhuma circunstância, interligue o sistema de águas pluviais ao de esgoto de sua residência, pois a rede do loteamento não está preparada para receber esse volume.
  4. Quando exigido por lei municipal, deverá construir e manter o passeio público (calçada) em toda a extensão do lote, bem como providenciar o fechamento do lote vago em acordo.

Após a obra…

Seu sonho se concretizou! Depois de ter sua obra finalizada, falta emitir a concessão do Auto de Conclusão (Habite-se) na Prefeitura Municipal para, então, seu imóvel estar apto para habitação.

Este documento será emitido pelo setor competente depois de verificado:

  • Estar a construção em condições mínimas de segurança e habitabilidade;
  • Ter sido obedecido o projeto aprovado;
  • Ter sido colocada a numeração na construção finalizada;
  • Ter muro e calçada, quando houver guia e pavimentação asfáltica;
  • Ter sido plantado árvore defronte o imóvel (a Loteadora faz o plantio destas árvores, não retire e quando puder zele por ela).
  • Outros documentos solicitados pelo município da sua cidade.
  • O processo é encaminhado à Secretaria da Fazenda Municipal, Divisão de ISS, para recolhimento de taxas e tributos referentes a esta obra.


Com o Auto de Conclusão ou Habite-se em mãos, o requerente deverá dirigir-se ao INSS para promover o recolhimento das taxas devidas, no prazo de 30 (trinta) dias para posterior averbação junto ao Cartório de Registro de Imóveis. Neste momento, sua construção está apta a receber os moradores. Agora que você já sabe os passos necessários para iniciar a construção dos seus sonhos em seu lote!