Brodowski, terra de Candido Portinari e capital do abacaxi

A história de Brodowski remonta ao desenvolvimento da cafeicultura do Estado de São Paulo e a expansão da Cia. Mogiana. O pequeno povoado cresceu às margens da ferrovia instalada no local no fim de 1894. O nome foi uma homenagem ao engenheiro polonês Alexander Brodowski, responsável pela sua implantação. 

A população foi constituída inicialmente por imigrantes, principalmente os italianos, que chegaram à região para o cultivo do café. E é assim que começa a história de um de seus principais filhos, o pintor Candido Portinari. De família de imigrantes, o artista fez suas primeiras experiências em pintura ainda criança, auxiliando pintores no desenho de estrelas decorativas no teto da igreja matriz da cidade. 

Com o passar dos anos, o talento e a vocação do artista se desenvolveram e ele, ainda adolescente, foi para o Rio de Janeiro aprofundar sua arte. Ganhou prêmios, viajou o mundo, foi um dos artistas mais profícuos de sua época, com mais de 5 mil obras.

Mesmo morando no Rio de Janeiro, Portinari nunca desfez sua ligação com a terra natal. Retornava sempre à cidade para longas temporadas, momento em que capitaneava reformas na antiga residência da família e deixava registradas em suas paredes pinturas murais de valor inestimável. Ainda hoje é possível conferir o trabalho grandioso do artista na casa que foi transformada em museu na década de 1970. O Museu Casa de Portinari é um dos mais visitados no interior e teve grande influência na promoção da cidade de Brodowski a município de interesse turístico. 

A cidade, além da visita ao museu e à estação ferroviária, guarda um roteiro que inclui lugares históricos e emblemáticos. Há também opções de trilhas para praticantes mountain bike e cachoeiras para quem deseja um contato mais próximo com a natureza. A cidade também é berço do escritor Saulo Ramos, que foi ministro da Justiça no Governo Sarney. 

Outra curiosidade é que Brodowski também ficou nacionalmente conhecida como a Capital Brasileira do Abacaxi. Apesar de hoje não ser mais produtora da fruta, a fama que se originou na década de 1970 se mantém viva. 

Brodowski tem hoje pouco mais de 24 mil habitantes e excelente estrutura de comércio, educação e saúde. Uma das grandes vantagens é estar distante apenas 20 km de Batatais e 35 km de Ribeirão Preto – uma das maiores cidades do Estado de São Paulo, que oferece toda a gama de serviços e comércio, além de ser polo universitário com mais de 20 instituições de ensino superior. 

Em meio a tantas qualidades, para quem deseja desfrutar do charme e tranquilidade de uma pequena cidade do interior, mas com toda a estrutura de um bairro planejado, os loteamentos Jardim Fortaleza e Jardim Quebec são excelentes opções de negócio. 

Jardim Fortaleza – Com uma infraestrutura completa e já entregue, o loteamento disponibiliza suas últimas unidades de terrenos residenciais e comerciais. Os tamanhos das unidades começam em 200m² e já estão prontos para construir. As condições de pagamento são facilitadas e é possível pagar em até 180 meses, negociando diretamente com a construtora Stéfani.  

Jardim Quebec – Morar bem é mais fácil do que você imagina. A Stéfani e a San Marino oferecem a quem deseja investir ou morar em Brodowski um novo bairro planejado com toda infraestrutura. Com excelente localização, o empreendimento oferece qualidade de vida aos moradores e excelentes perspectivas de valorização para investidores. 

Venha com a gente construir sua casa do jeito que sempre sonhou!